Terça-feira, 25 de Março de 2008

Dia Mundial da Água e a “vista grossa”

 
A Associação de Protecção e Conservação do Ambiente – APCA, no âmbito dos eventos que levou a efeito no Dia Mundial da Água (22 de Março) vem tornar públicas as conclusões a que chegou relativamente ao recurso natural “Água” na região do Minho.
Trata-se de um recurso escasso, porém a abundância e qualidade, deste importante recurso natural na região minhota, leva a que não seja devidamente valorizado, gerido e, fundamentalmente, tratado com a atenção e cuidado que merece, por parte dos organismos que têm a incumbência legal de o proteger e gerir. Infelizmente, são diversos os casos em que os aludidos organismos da administração pública (central, regional e local) incumbidos da gestão e protecção deste recurso natural, são os primeiros a degradá-lo ou a fazer “vista grossa” no que concerne à degradação do mesmo. Basta dar uma volta pelo verde chamuscado, da região minhota, para encontrarmos um sem número de situações de poluição das águas superficiais das nossas ribeiras e rios; dos aquíferos, com a deposição no solo de resíduos sólidos perigosos; ou, ainda, os criminosos despejos de águas residuais urbanas e industriais sem o tratamento adequado, contaminando as águas límpidas dos nossos rios. Quantos são os colectores de esgoto urbano e ou industriais, que escondidos ou à vista de todos descarregam águas nauseabundas nos rios e ribeiras minhotas? Infelizmente, ainda são muitos e a situação agudiza-se quando os custos do pseudo tratamento dessas águas residuais são imputados aos consumidores, para além das consequências na saúde pública.
Nos últimos anos assistiu-se a um investimento público considerável nos domínios do abastecimento de água e drenagem de águas residuais. Mas todos sabemos, salvo honrosas excepções, que o tratamento das águas de abastecimento, mas particularmente das águas residuais deixa muito a desejar, existindo um conformismo generalizado de que temos que viver, com este fatalismo do desleixo e incumprimento da Lei nas “barbas de quem tem que fiscalizar”.
No Dia Mundial da Água é preciso recordar-se e salientar-se que não é admissível a continuidade deste imobilismo perante a degradação do recurso “Água” na região minhota. Não é admissível que as estações elevatórias de águas residuais, estejam sistematicamente a drenar para o rio ou ribeira próxima, sem que sejam apuradas responsabilidades, já que tal prática constitui crime face ao estabelecido no Código Penal. Entendemos que as estações de tratamento de águas residuais urbanas ou industriais devem obrigatoriamente publicitar, nos órgãos da comunicação social, pelo menos mensalmente, a qualidade do efluente final lançado nos rios ou no mar. É manifestamente uma vergonha para Portugal a existência de estações de tratamento de águas residuais urbanas e industriais que apenas funcionam, porque parecia mal estarem paradas, não cumprindo os parâmetros de qualidade do efluente final fixados na Lei.
Perante este quadro, de absoluto desleixo legal e imoralidade como é possível estas situações permanecerem, ano após ano, como se tais práticas não constituam crimes ambientais e uma séria ameaça para a saúde pública da região minhota?
Afife, 25 de Março de 2008                                                        
APCA
 
publicado por afifeambiente às 21:19
link do post | comentar | favorito
|

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Março 2014

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1

2
3
4
5
6
7
8

9
10
11
12
13
14
15

16
17
19
20
21
22

23
24
25
26
27
28
29

30
31


.posts recentes

. A Floresta deve ser motiv...

. ARROJAMENTO DE DOIS CETÁC...

. ARROJAMENTO DE BALEIA EM ...

. DIA MUNDIAL DO AMBIENTE

. Associação de Protecção e...

. NOVO ARROJAMENTO DE GOLFI...

. GOLFINHO E TARTARUGA ARRO...

. ...

. O ambiente no Minho

. Agricultura, Floresta, Á...

. Quem salva o rio do Pego ...

. Quem salva o ambiente no ...

. As Eternas Esquecidas Zo...

. Poluição da água e degra...

. Polícia Marítima de Viana...

. GOLFINHO ARROJADO EM AFIF...

. Protagonismo político à c...

. Radiação Ultra Violeta El...

. Moinhos seculares de Afif...

. Qual será o futuro ambien...

. GOLFINHO E TARTARUGA ARRO...

. As comemorações devem ser...

. Quem salva os ouriços do ...

. Quem salva os seculares m...

. Polis do Litoral, mas sem...

. Cividade de Afife – Âncor...

. Estado da Mamôa da Ereira...

. DIA MUNDIAL DO AMBIENTE

. EM ABRIL QUATRO GOLFINHOS...

. O Dia da Terra e o 25 de ...

. Cegonhas brancas em Santa...

. Dia da Floresta, um mero ...

. Garças boieiras na Veiga ...

. Dia Mundial do A...

. Sr. Presidente da Repúbli...

. Prossegue a Morte de Golf...

. AGUAS RESIDUAIS DA ESTAÇÃ...

. Dia Mundial da Água e a “...

. DIA MUNDIAL DA FLORESTA

. A Criação de uma Reserva ...

. Golfinhos continuam a mor...

. Violação da Reserva Ecoló...

. MARÉ NEGRA NAS PRAIAS DE ...

.arquivos

. Março 2014

. Fevereiro 2014

. Janeiro 2014

. Junho 2013

. Março 2013

. Novembro 2012

. Julho 2012

. Junho 2012

. Março 2012

. Agosto 2011

. Junho 2011

. Fevereiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Novembro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Fevereiro 2009

. Junho 2008

. Maio 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

.favorito

. ARROJAMENTO DE BALEIA EM ...

. DIA MUNDIAL DO AMBIENTE

. Associação de Protecção e...

. NOVO ARROJAMENTO DE GOLFI...

. GOLFINHO E TARTARUGA ARRO...

. ...

. O ambiente no Minho

. Agricultura, Floresta, Á...

. Quem salva o rio do Pego ...

. Quem salva o ambiente no ...

blogs SAPO

.subscrever feeds